Blogger Template by Blogcrowds

MEDO


Os sonhos ainda por acontecer
onde repousam?
Tenho receio de nunca vê-los...
Sim, não nego, tenho medo
De não achar o abrigo
que tanto procuro e não consigo
Esse abrigo que salvaria a minha alma
Da solidão que insiste em atormentá-la
De não ver mais o sentido nem a razão
de ter existido
De verter lágrimas quentes ao ver
O nosso amor banido
Sem mais ter palavras nem emoções
Que possam alcançar o seu pensamento
De sentir o coração sufocado, culpado
ao sentir este vazio que nos envolve.
Medo...

Alessandra

4 comentários:

posti le poesie senza il mio permesso, adesso?!?! :-)

disperatamente malinconica e bella

7 de outubro de 2009 11:00  

Seu texto expressa os apelos de um coração saudoso e apaixonado, em forma poética, triste mas belo! Beijos.

7 de outubro de 2009 14:47  

Intensa...triste...linda!!!!
Bjsssssss

7 de outubro de 2009 20:05  

Olá garota dourada, tenho lido tuas poesias, sempre lindas, nunca postei um comentário...difícil rsrsr
Mas esta realmente tocou-me o coração, mas não tenhas medo, tenhas sim a certeza de que vais ter o que desejas.
Àquele beijo!

9 de outubro de 2009 14:40  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial