Blogger Template by Blogcrowds

PROCURO


Procuro as minhas asas, eu as perdi
No decorrer da vida
Sobre o vazio imenso e frio
Onde caí...
Tenho que achá-las pois elas
são o meu EU
Quero voltar a voar
Pegar carona no vento
Sentir o sabor da chuva
Cheirar as flores ao se abrirem
Ver uma nova manhã
Após uma noite sofrida
Libertar o meu coração
Desse tormento que insiste
Em me provocar
Tormento em pensar de te perder
Não sentir mais o gosto do teu amor
Não estar mais dentro da tua poesia
Quero voltar a voar...

Alessandra

4 comentários:

Curvo-me perante o toque de classe deste poema.
Beijo

4 de outubro de 2009 00:42  

tu sei la mia farfalla e io il tuo elefante

4 de outubro de 2009 01:21  

Desposaria a mulher que sentisse metade daquilo que tu sentes e transmites em tuas poesias....Linda e tocante!
Bjssssssssss

4 de outubro de 2009 17:30  

Oi amiga dourada! Pode deixar que todos nós te ajudaremos a achar as tuas asas, porem tu não as perdestes...simplesmente esquecestes onde as colocou...
Como sempre poesia linda.
Beijos

6 de outubro de 2009 14:13  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial