Blogger Template by Blogcrowds

MORRER


Estou morrendo aos poucos...
De sede, pois não tenho você para me saciar.
De dor, pois não tenho você para me curar.
De tédio, pois não tenho você aqui.
De saudade, pois não lhe esqueço.
De raiva, pois consegui perdé-la.
De arrependimento, de não ter feito o que eu queria.
De paixão, pois não tiro você de meus pensamentos.
De amor, pois não tiro você do meu coração.

Edson Carvalho Miranda

1 comentários:

Linda poesia Edinho, uma verdadeira ode ao amor...
Beijos

11 de abril de 2010 11:50  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial