Blogger Template by Blogcrowds

O MEU SONHO


Eu tenho um sonho insistente,
Vibrante, veemente
Que nos meus versos voa
No infinito céu do amor
Ele chega sorrateiramente
Toda noite ele teima em aparecer
Deixando-me fremente, arrebatando-me
Até a madrugada que chega rosada
Carregada de mil e um sabores,
De odores que se misturam ao meu
É assim que te encontro
Nesse meu sonho, nesses momentos
Onde o fogo da saudade queima a minha pele
Que te procuro e te sinto no vazio da minha cama
E cubro a tua ausência com a ponta
do lençol que cai no chão...

Lully

4 comentários:

Garota farfalla, desta vez arrasastes mesmo! Como sempre...aliás.
Beijos

28 de abril de 2010 15:48  

...cubro a tua ausência com a ponta do lençol que cai no chão...que metáfora perfeita! Lindo poema!

28 de abril de 2010 15:51  

Lully,
Esse é um sonho maravilhoso. Você como sempre me deixa perplexo, com sua capacidade poética.

Beijos.

30 de abril de 2010 15:01  

Oi Lannes querido, muito obrigada por estar aqui e pelo seu, como sempre, lisonjeiro comentário!
Beijo

30 de abril de 2010 15:55  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial