Blogger Template by Blogcrowds

DIGA...


Diga, assim no meu ouvido
as palavras que eu quero
Sussurre-as como se fossem carícias
deslizando sobre a minha pele,
dedos longos tocando os meus sentidos
Diga que me quer amar
como nunca amou na vida
E, se possível for, perder-se ainda mais
no calor do meu corpo que está à espera
para fundir-se ao seu
Diga, não tenha medo
Nem pense em não fazê-lo,
que quer levar-me até o infinito
e lá, no meio das estrelas cadentes,
explodir nesse desejo intenso, assim comigo!

Diga....

Lully

5 comentários:

Garota farfalla...simplesmente divino!!!!!
Beijooooooooo

15 de maio de 2010 15:48  

COME SEMPRE...SENSUALISSSIMO!

15 de maio de 2010 15:52  

Alessandra, muito bonita essa poesia postada em seu blog. Sensibilidade flui em cada verso, muito bonita mesmo. Elamer Neto, a autoria, isso? Não conhecia o poeta. Ele é ótimo.
Ontem partimos um bolo em meu blog, não tive tempo de convidá-la para comer um pedaço, mas guardei o seu com carinho.

Bjos,

Edward de Souza

18 de maio de 2010 05:31  

Ahhhhhh Edward,mas que pena!!! Queria ter ido para prestigiar o seu carinho, mas se vc guardou uma fatia para mim, já me considero quase que satisfeita!
Fico feliz que tenha gostado da poesia, Elamer, como eu, participamos do Canto dos Escritores, dê um pulinho lá para conhecer!

Beijo

18 de maio de 2010 18:33  

Não me canso de ler teus poemas, tu tens um toque....
Beijos daqui!

21 de maio de 2010 19:13  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial