Blogger Template by Blogcrowds

Ao meu Papai (Quintanilha)



Ao meu Papai

(Quintanilha)



Papai, você é meu forte guerreiro
Defendendo-me desde pequena
Nas batalhas, com voz serena,
Da vida que é como uma arena
Meu terno e tão doce conselheiro.

Meu pai, tal belo porto seguro
Ancorando a frágil existência
Pensando até no longe futuro.

Papai, agora estamos sozinhos
Eu quero, com beijos, lhe agradecer
O amor, tudo o que me fez aprender
Com mão forte, às vezes, sem eu entender
Pra percorrer todos os caminhos.

Não quero só agora lhe acarinhar
Mas em todos os dias de sua vida
Meu carinho e amor sempre lhe dar!


By Lully

6 comentários:

Poema lindo! Linda recordação do Quintana.

Seu blog é lindo!

13 de agosto de 2011 23:41  

Lully! AMIGA! Está lindo! O que ficou de meu pai, se encontra um pouco nas suas palavras. OBRIGADA!

Beijosss

14 de agosto de 2011 08:42  

Querida Luiza, muito obrigada pelas gentis palavras e sua tão amável visita! Beijo

16 de agosto de 2011 17:29  

Angel querida, que bom vê-la aqui, muito obrigada pelo seu carinho, saudades de você!!!! Beijos

16 de agosto de 2011 17:31  

Linda homenagem com humildade de saber que muito que se faz tem uma referencia bela nesta figura.
Um abraço Lulli,venho conhecer seu blog.
Um terno abraço.

18 de agosto de 2011 19:09  

Caro Toninhobira, é com muito prazer que recebo suas carinhosas palavras! Muito obrigada e volte sempre! Abraços

19 de agosto de 2011 00:02  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial