Blogger Template by Blogcrowds

É manhã lá fora... (Sonetex)




É manhã lá fora...

(Sonetex)


Pela janela vejo a manhã lá fora,
mas estou aqui no vazio do meu quarto,
tu foste embora no despontar da aurora,
a tristeza com a solidão reparto.

É manhã lá fora, mas que importa a hora,
nem a vejo, submersa na tua ausência,
o mundo começa a corrida invasora,
tudo arrasta numa fúria predadora,
deitada nos lençóis com a tua essência,
não abro os olhos, pois tudo me apavora.

Eu não consigo ver a magnificência,
do rei sol brilhando com todo seu fulgor,
a tua falta na minh´alma causa ausência,
sem ti, amor, tudo é escuro ao meu redor.

Um fúlgido raio de sol prepotente
Iluminou o meu triste rosto ardente.


Lully

2 comentários:

Sem amor a alma chora de vazio.

Linda poesia, faz a gente pensar!

Adoro passar aqui!

19 de agosto de 2011 11:55  

Querida Luiza, é sempre um imenso prazer poder contar com a sua tão gentil presença, muito obrigada!

Beijos

24 de agosto de 2011 22:09  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial