Blogger Template by Blogcrowds

NÃO

NÃO

Não, não me deixes louca
quando os teus lábios percorrem a minha boca,

deixes que os teus afagos sejam

como pétalas de flores a abraçar-me o corpo

tal qual um tapete ondulante e perfumado.


Cubra a minha pele com o suco das
frutas
maduras e sacie a tua sede.

Não, não me deixes louca...

Abraço-te e possuo a tua folhagem

chegando ao âmago do teu segredo,

assim colada a tua pele,
gemo ao sentir-te tão perto,

suspiro a esse querer imenso.


Então, mergulhamos neste oceano
de emoções,
juntos atravessamos
o deserto de paixões,
deixando-nos
arrebatar pelas asas do vento,
flutuando nos nossos sentimentos.

Não, não me deixes louca...

Alessandra

23/07/2009

3 comentários:

Passo aqui numa noite fria de inverno...e encontro palavras quentes.

Beijos

26 de julho de 2009 03:36  

Parabéns! Os teus poemas estão deveras "tocantes"...

Beijos

26 de julho de 2009 23:31  

Foi um sonho que tivestes quando escrevestes isto? Um arrepio? Um vislumbrar maravilhoso, talvez?

Beijos. Gostei muito!

3 de agosto de 2009 01:05  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial