Blogger Template by Blogcrowds

SEM VOCÊ



Vago a esmo por ruas que não conheço
tento relembrar o que já não sei,
palavras desconhecidas que eu jogo
nos cantos, nas esquinas,
tentando formar versos,
mas eles se dissolvem no vento,
como poesias perdidas nos
incertos desejos.

Desejo de suas mãos a percorrer
o meu corpo
O seu sorriso a iluminar o rosto
A doçura do seu olhar que me faz completa
Tudo, tanto e ao mesmo tempo tão pouco...
Pois nada pode ser real sem você.


Alessandra

20/07/2009

3 comentários:

Suave Alessandra, quisera eu ser o dono dessas ansiadas mãos para percorrer seu corpo e repousar nessas curvas tão perfeitas...

24 de julho de 2009 21:51  

Você andou rebuscando minha mente rsss?
Esse estilo está muito parecido com um que utilizei a algum tempo atrás.
Vá por esse caminho que com certeza terá realizações
e não só no que escreve.
As mais belas poesias que fiz foi usando estilo parecido, você como poetisa mais experiente vai ter um caminho muito mais proveitoso.

24 de julho de 2009 22:56  

Rssrs Edinho quem me dera!!!!! Quem me dera em todos os sentidos, rebuscar a sua mente e fazer poesias como as suas...
Obrigada!

24 de julho de 2009 23:10  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial