Blogger Template by Blogcrowds

RENDIÇÃO


Sim, eu me rendo
Incondicionalmente
Irremediavelmente
Rendo-me ao seu amor
Este amor bandido
Que me aniquila
Que desvenda os meus
mais recôndidos segredos
Aguçando os meus sentidos
Sinto a seda se rasgar entre seus dedos
A carícia lenta e insinuante
Sinto-me flutuar nesse amor insano
Faço de você o dono dos meus versos
Languidamente o acolho em meu regaço
Com a boca esfomeada a roubar beijos
Rendo-me...


Alessandra

4 comentários:

Renda-se...lindo poema garota farfalla!
Beijos

13 de março de 2010 16:28  

Nem precisaria se render...

13 de março de 2010 16:33  

Que rendição mais linda!

14 de março de 2010 12:42  

Amigaaaa. se render para que??? Como sempre querida belo poema!

14 de março de 2010 12:45  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial