Blogger Template by Blogcrowds

FUGA


Estou fugindo dela, da saudade...
porque eu sei que se ela me pega
tira-me o que mais eu preciso
que é o teu amor incontido.

Ela me deixa sozinha, triste,

a te esperar na cama vazia,
na companhia da solidão
que se esconde atrás da tristeza.

E eu que tudo ousei um dia

transformando-me numa fera,
difícil de se domar, sem medo,
sem recuar às investidas do teu amor,
como posso ficar aqui sozinha
sem ninguém para me amar?

Saio então, na noite escura e

fujo à tua procura, não importa
onde possas estar, eu vou te achar...

Porque eu sou tua, sinto de longe

o calor do teu corpo e ouço as batidas do teu coração
pois não sabes o teu amor ocultar.

E quando te encontrar não deixaremos

a paixão recuar, o nosso corpo será
um palco onde a volúpia e o amor
vão dançar.


Alessandra

4 comentários:

...sensualidade que aquece nestes dias frios...
Beijos daqui, menina, de Portugal

3 de fevereiro de 2010 14:05  

Saudade é dos poetas, é pautada em rimas e melodias...e tu fazes isso soberbamente!
Beijo

3 de fevereiro de 2010 14:07  

Lembrança é da memória, saudade é da alma.
Beijooooooooooooooo

3 de fevereiro de 2010 19:08  

Como sempre um lindo poema, garota farfalla, mas não fuja!
Beijo

3 de fevereiro de 2010 19:34  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial