Blogger Template by Blogcrowds

LÁGRIMAS


A nuvem flutuando suavemente parou de repente
bem em cima de mim...
e ao sentir suas gotas levantei o rosto
ardente pelas lagrimas quentes que eu vertia,
os pingos refrescantes acariciando-me a face
deram-me a sensação de paz e bem estar que eu almejava.

Então imaginei, o que seriam aqueles pingos
vindos justamente num momento de desolação?

A dor tenho certeza que não, pois com ela lido bem,
eu choro por outras coisas não por dor, pois
a dor é passageira, mas as outras coisas não são
elas ficam na cabeça e no coração, são
as emoções e os sentimentos...
seriam eles então explodindo nesse turbilhão?

Seria o amor que sinto por você, meu amor,
seria a saudade que me consome com ingratidão,
ou a desesperança que aflora sem perdão?

Não sei, de repente tudo parou, a nuvem se foi
talvez para acariciar e sussurar a outro alguém
um momento feliz ou de solidão...

Mas o esperado arco-iris não apareceu ...
e com isso a minha tristeza não acabou.

Alessandra

1 comentários:

alo Alessandra

nuvens sempre existiram
entristecendo dias
afastando alegrias
relembrando sabe lá o que

mas ele está lá
sempre
apesar das nuvens

amigos
são a metafora do sol
necessários
para que que tudo
flua
apesar das nuvens


bjs

RICARO GAROPABA blauth

5 de junho de 2009 13:46  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial