Blogger Template by Blogcrowds

DESTINO


Tudo na vida não passa de uma obra do destino
Tal qual uma dádiva ou talvez uma prisão
Pois as coisas acontecem, perfeitas ou não
Difíceis de lidar e às vezes de compreender
São os altos e baixos da gangorra da vida
Tal qual estradas, ondas, irregulares,
Como toda a superfície do planeta
Há os encontros, as aproximações,
O tempo passando e a paixão virando amor
Há a distância que guerreia com a lembrança
A saudade de mãos dadas com a solidão
Nada é perfeito...
Mas não importa, o que importa é
Seguir em frente, lutar com a desesperança,
Com todas as coisas que assolam a sua mente,
Pois nada mais são do que miragens
Que querem destruir o seu coração
E impedir de conquistar o seu amor.

Alessandra

2 comentários:

Espero que o sol invada sua vidraça, sua vida, todo seu ser.
Parabens, beijos

16 de janeiro de 2010 11:27  

Triste, triste,triste, mas verdadeiro e lindo!

16 de janeiro de 2010 11:30  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial