Blogger Template by Blogcrowds








O

AMOR

NA DOR



Então venha boneca de trapos!
Vamos dançar,
bailar sob a luz das estrelas,
tendo a lua como testemunha
a noite fria como cúmplice
e um copo de vinho como protetor.

Venha regar este amor!

Então confie, dê-me sua mão
e vamos no ritmo
das batidas do meu coração.

Venha regar este amor!

Então embarque, nesse veleiro pirata
que nos leva pelo mundo dos sonhos
acariciando o espelho d’água cor de prata.

Venha regar este amor!

Esqueça a dor, deixe de lado o ardor
do liquido maléfico e curador.
Deixe-me pegar-te no colo,
dar-te carinho e aplacar sua dor
chore, chore e cure.
Chore e com suas lágrimas
Venha regar este amor!


Edson Carvalho Miranda.
20-04-2009

2 comentários:

...realmente...a sua poesia concluiu a minha, dando-lhe mais força, beleza, colorido e...amor!!
Obrigada!

Alessandra

20 de abril de 2009 15:01  

LEVE-ME

Leve-me meu Capitão, leve-me
longe da angústia e da dor,
faça-me bailar puxando os
cordéis, a seu bel prazer,
como só você sabe fazer...

Mostre-me o céu cintilante,
o mar prateado, diga-me
novamente onde está o meu norte,
o meu destino e, principalmente,
me dê amor, amor, o seu amor,
pois só ele pode abrandar
o ardor dessa dor que é
mesclada à paixão!

Não seque minhas lágrimas com
seus beijos, deixe-as escorrer,
lavar o meu rosto e regar o nosso
amor!

E vamos dançar ao som das batidas
do nosso coração, nesse som selvagem
que nada mais é do que a música do amor!

Leve-me meu Capitão!

Alessandra P. Negrini

21/04/09

21 de abril de 2009 14:24  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial