Blogger Template by Blogcrowds

AUSÊNCIA


Cama desfeita, lençóis em desalinho, enxaqueca...
A luz do novo dia se infiltrando pelas frestas da janela, desenhando na parede inúmeras formas, para mim sem sentido, olho sem ver as minúsculas partículas dançando tais quais fadinhas em vales encantados e nem atendo ao pedido do sol para me levantar, para que eu abra os braços e tente alcançar o infinito, para que a suave brisa dessa manhã primaveril despenteie os meus cabelos fazendo-me sorrir...
Mais uma noite sem dormir...só pensando em ti,
sentindo a falta da tua presença, das palavras de amor sussuradas ao pé do ouvido, dos teus braços a me envolver, da tua boca roçando a minha, do teu corpo aquecendo o meu!
Doce loucura, pois descobri nos teus lábios um
aroma que eu pensei ter perdido...
é o que os poetas chamam de amor!
Estranha sensação essa que sinto
, o destino sabe, às vezes, jogar bem com a nossa vida... Perguntei ao meu coração o que ele pensava e ele me disse que se o amor é loucura então eu estou bem no meio dela!
Não posso contestar tamanha verdade,
assim continuo sofrendo com a tua ausência, só espero que ela não se torne uma saudade!

Alessandra P. Negrini

30/04/09

1 comentários:

Eu senti essa ausência alguns dias atrás... E ela doeu demais. Agora já passou... Lindo o que você escreveu. Bjs. Elisa

7 de maio de 2009 22:20  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial